O que é o Estado Social?

Kant escreveu o seguinte no seu ensaio “Teoria e Prática” (1793):

“Um governo que fosse fundado sobre o princípio da benevolência para com o povo – tal o do pai para com os seus filhos, quer dizer, um governo paternal -, onde, por consequência, os sujeitos, tais filhos menores, incapazes de decidir acerca do que lhes é verdadeiramente útil ou nocivo, são obrigados a comportar-se de um modo unicamente passivo, a fim de esperar, apenas do juízo do chefe do Estado, a maneira como devem ser felizes, e unicamente da sua bondade que ele o queira igualmente – um tal governo, digo, é o maior despotismo que se pode conceber.”

Kant definiu – e muito bem – o Estado Social.

Será que o acesso à educação para todos é uma característica do Estado Social? G. K. Chesterton dá-nos a resposta:

“Sem a educação, encontramo-nos no horrível e mortal perigo de levar a sério as pessoas educadas.”

O mesmo critério aplica-se aos cuidados médicos acessíveis a todos. E quando eu digo “todos”, é todos sem excepção. Na educação e na saúde não se aplica a regra utilitarista do “maior bem para o maior número”. Confundir “Estado Social” com “solidariedade social” é asneira de Coelho espertalhão.

E as pensões de reforma, e os cortes dos salários, ¿serão formas de “cortar no Estado Social”? Mais uma vez G. K. Chesterton dá-nos a resposta:

«Um homem honesto apaixona-se por uma mulher honesta; ele quer, por isso, casar-se com ela, ser o pai dos seus filhos, e ser a segurança da família.

Todos os sistemas de governo devem ser testados no sentido de se saber se ele pode conseguir este objectivo. Se um determinado sistema – seja feudal, servil, ou bárbaro – lhe dá, de facto, a possibilidade da sua porção de terra para que ele a possa trabalhar, então esse sistema transporta em si próprio a essência da liberdade e da justiça.

Se qualquer sistema – republicano, mercantil, ou eugenista – lhe dá um salário tão pequeno que ele não consiga o seu objectivo, então transporta consigo a essência de uma tirania eterna e vergonha». – G. K. Chesterton, “Illustrated London News”, Março de 1911.

O governo de Passos Coelho transporta consigo a essência de uma tirania eterna e vergonha. Será por isso que ele será recordado.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Geral com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

Uma resposta a O que é o Estado Social?

Deixe uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s