O canto do cisne dos belicistas em Moçambique

 

Afonso Dhlakama e Armando Guebuza (actual presidente da república de Moçambique) são dois ex-guerrilheiros: um no Poder, e outro na oposição. Enquanto o Poder e a oposição em Moçambique não se desfizer dos belicistas de outrora, nunca encontrará a paz.

Moçambique precisa de uma nova geração de políticos, que não faça da guerra uma forma de fazer política porque não se sentem bem senão nessa forma. Moçambique precisa do paradigma dos antigos gregos que contrapunha o uso da palavra, na política, à violência dos bárbaros.

Esta velha geração de guerrilheiros já está a desaparecer. O que está a acontecer hoje em Moçambique é o canto dos cisnes dos belicistas — os da Frelimo e os da Renamo.

dhlakama e guebuza

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Geral com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s