Fidelidade e sentimento

 

Encontrei no FaceBook:

“A fidelidade não é um compromisso com o outro, mas sim, com o nosso sentimento… Se não fores fiel ao que sentes, ¿que importa o resto?”


A fidelidade é uma forma de lealdade, e por isso não pode depender apenas do sentimento — porque a lealdade é objectiva, e não apenas subjectiva. A lealdade é fundada na razão, e não na emoção.

Somos leais com alguém porque racionalizamos a nossa atitude em relação a esse alguém. E a lealdade não é uma coisa que exista hoje e desapareça amanhã ao sabor da emoção de um sentimento — porque se assim fosse, não seria lealdade propriamente dita.

Sem o respeito pelo outro (se o outro merece ser respeitado!) que a lealdade implica, o nosso sentimento em relação ao outro vale apenas só para nós. E quando uma coisa vale apenas só para nós, não tem um valor objectivo, porque não existe mais ninguém que nos possa ajudar a avaliar ou corroborar objectivamente o valor dessa coisa.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Geral com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s