A pedofilia vista pela Esquerda

Pode-se depreender daqui que apenas 8,7% dos abusos sexuais sobre menores são perpetrados por gente com parafilias, ou seja, gente tarada. E os restantes 91,3% dos casos de abusos sexuais de menores são perpetrados por familiares ou conhecidos das crianças vítimas, e portanto, depreende-se que esses 91,3% não é composto por gente tarada.

E depois escreve-se o seguinte:

“Enquanto media,  responsáveis políticos e opinadores continuarem a confundir pedofilia (que não é crime) com abuso de menores, a comunidade não tem consciência da realidade atestada por estes números e isso tem efeitos claros na (des)protecção de crianças.”

Vamos tentar seguir o raciocínio da criatura que escreveu aquilo:

O pedófilo não é um criminoso, salvo se cometer um acto de pedofilia. Por outro  lado, “abuso sexual de menores” é coisa diferente de “acto pedófilo”, ou seja, podem existir abusadores sexuais de crianças que não são pedófilos.

julio machado vaz web¿Você percebeu? Eu também nem tanto. Parte-se do princípio da separação da parafilia pedófila, por um lado, do acto sexual com crianças, por outro  lado: “pedofilia” é uma coisa (segundo esse raciocínio) e o “abuso sexual de menores” é outra coisa diferente.

O Júlio Machado Vaz não diria melhor.

Fazendo uma analogia: um psicopata não é um criminoso, salvo se assassinar alguém: só depois de o psicopata assassinar uma pessoa é que podemos considerá-lo “criminoso”.

Afirmar que “um psicopata é um assassino em potência” é discriminação intolerável, porque não se pode provar “cientificamente” que ele possa vir um dia a assassinar alguém. Só depois de haver uma vítima mortal é que podemos  considerar que o psicopata é criminoso. A teoria das probabilidades é uma batata, assim como a lógica.

De modo semelhante, afirmar que “um pedófilo é um predador sexual de crianças em potência” é — segundo aquele raciocínio —  não ter consciência da realidade. E quem escreveu aquilo deve ser jurista, a julgar pelo enviesamento do relambório.

Dito isto: sou contra a lei da ministra justiceira do Partido Social Democrata, porque abre um precedente perigoso. Não tarda nada começam a haver listas informáticas dos cidadãos da oposição.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em A Vida Custa com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s